Sempre por dentro

Voltar

Aos 76 anos, SENAI tem nova missão: preparar os profissionais para os desafios da Indústria 4.0

SENAI completa 76 anos preparando profissionais para a Indústria 4.0

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) completa 76 anos, nesta segunda-feira (22), preparado para capacitar o profissional da Indústria 4.0. Em sintonia com a necessidade de atualização tecnológica da manufatura brasileira, o SENAI se antecipa ao ofertar este ano 11 cursos de aperfeiçoamento em tecnologias que provocam a quarta revolução industrial. Os alunos irão conhecer e saber utilizar ferramentas como big data, inteligência artificial, robótica, computação em nuvem, segurança digital, manufatura aditiva e internet das coisas, entre outras. 

A chamada Indústria 4.0, fundamentada no uso de tecnologias digitais para conectar máquinas e sistemas, demanda profissionais com formação multidisciplinar que compreendam e trabalhem com tecnologias variadas.

Entre os novos cursos do SENAI, que serão oferecidos em todo o Brasil (veja a lista), está o de Inteligência Artificial, no qual os estudantes vão ter conhecimentos para construir um sistema inteligente e realizar aplicações. Máquinas com inteligência artificial são programadas para realizar tarefas por conta própria, sem que pessoas precisem operá-las, e com capacidade de aprendizado. Serviços de streaming de vídeo a utilizam, por exemplo, para “aprender” o gosto de seus clientes por filmes e oferecer conteúdos de acordo com cada perfil.

“A adoção de novas formas de produção, com uso das tecnologias digitais, vai ajudar a indústria brasileira a ser mais produtiva e terá impactos no desenvolvimento econômico do país. O SENAI é um dos trunfos do Brasil nessa agenda, pois é uma instituição de excelência que já está preparada para dar apoio às empresas e formar os profissionais que vão levar a indústria a dar um salto tecnológico”, avalia o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e presidente do Conselho Nacional do SENAI, Robson Braga de Andrade.

“O SENAI foi decisivo na industrialização do Brasil nos anos 1940 e, neste momento, é igualmente fundamental para inserir o país na quarta revolução industrial”, completa Robson Andrade.

INOVAÇÃO – O esforço para fortalecer a competitividade da indústria brasileira vai além do investimento em formação profissional. Com foco em desenvolvimento tecnológico e inovação, o SENAI implanta uma rede nacional com 25 Institutos de Inovação e 57 Institutos de Tecnologia que promovem a difusão de tecnologias ao longo das cadeias produtivas e o desenvolvimento de soluções ágeis, inovadoras e sob medida para indústrias de todos os portes.

A partir de pesquisa aplicada, os Institutos SENAI de Inovação usam o conhecimento científico de forma prática no desenvolvimento de processos inovadores e novos produtos para as indústrias parceiras. Entre os projetos estão tintas cicatrizantes para veículos e um robô que vive no fundo do mar e, de forma autônoma, inspeciona dutos de exploração de petróleo. Com atendimento em âmbito nacional, a rede de inovação garante suporte desde a fase de conceituação até a etapa final, quando o novo produto está prestes a ser fabricado pela indústria.Desde que foram criados, os Institutos SENAI de Inovação já entregaram 204 produtos e processos inovadores e 201 projetos estão em execução, que representam R$ 399 milhões em volume de negócios. Os Institutos SENAI de Tecnologia, por sua vez, oferecem serviços metrológicos, testes laboratoriais, certificações de produtos e consultorias técnicas especializadas para aumento de produtividade de processos industriais.

“A Indústria 4.0 exige que empresas de todos os portes incorporem novas tecnologias com relativa agilidade. Sensores, computação em nuvem, big data e internet das coisas já estão disponíveis a custos acessíveis e podem interligar máquinas e sistemas, gerar dados em tempo real, otimizar o processo fabril e aumentar a produtividade”, explica o diretor-geral da instituição, Rafael Lucchesi. “O SENAI está pronto para ser o principal parceiro da indústria brasileira na tarefa de atualização tecnológica, com possibilidade de ganhos expressivos em competitividade.”

EDUCAÇÃO – Ícone da educação profissional, o SENAI soma mais de 73 milhões trabalhadores formados desde que foi criado pelo presidente Getúlio Vargas. Atualmente, oferta 474 cursos, que vão da iniciação profissional, passando por cursos técnicos, até a graduação e pós-graduação tecnológica. Apenas em 2017, foram dois milhões de matrículas efetuadas até o mês de novembro e 1.958 municípios atendidos.

Maior complexo de educação profissional e serviços tecnológicos das Américas, o SENAI forma mão de obra qualificada para 28 áreas da indústria. Está presente em todo o Brasil e em dez outros países, com nove centros de formação profissional em operação (Angola, Cabo Verde, Guatemala, Jamaica, Paraguai, Peru, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor Leste) e três em construção no Haiti.

Além da abrangência, o SENAI orgulha-se da excelência da sua educação. A instituição treinou a delegação brasileira que, em 2017, conquistou o segundo lugar na WorldSkills, a maior competição de profissões técnicas do mundo. O torneio reuniu mais de 1.200 jovens de 68 países em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos. Seus ex-alunos obtiveram 15 medalhas, das quais sete de ouro, vencendo competidores de países que são referência educacional, como Coreia do Sul e Alemanha.  

A Organização das Nações Unidas (ONU) também apontou o SENAI como uma das três mais importantes entidades para seu objetivo de assegurar educação de qualidade no hemisfério Sul.

As empresas também valorizam ex-alunos do SENAI. Pesquisa de Acompanhamento de Egressos mostra que 95,5% dos empresários ouvidos preferem alunos que fizeram curso técnico na instituição. Outro dado de destaque refere-se à renda dos egressos de cursos técnicos. Profissionais com esse tipo de formação possuem 18% a mais na renda do que quem tem o ensino médio currículo.

SAIBA MAIS - Conheça e procure o SENAI mais perto de você no site da instituição! Se você quer mais detalhes sobre os Institutos SENAI de Inovação ou os Institutos SENAI de Tecnologia, acesse o site dos institutos.